Alguns detidos da ND

O Comité Editorial d’Alternactiva vem a público repudiar a detenção de 18 jovens, delegados do partido Nova Democracia, no dia 15 de Outubro em Chókwè, província de Gaza. Trata-se de 17 delegados de candidatura e um mandatário distrital da Nova Democracia (ND). As informações que chegaram a Alternactiva indicam que a detenção dos jovens, pela Polícia da República de Moçambique, teve orientação do Secretariado Técnico da Administração Eleitoral (STAE) alegadamente porque as credenciais que possuíam eram falsas.

Condenamos severa e veementemente a detenção e apelamos às instituições de justiça superiores que mandem libertar esses delegados, cuja detenção parece ter sido politicamente motivada e não necessariamente criminal. A sua “culpa” foi optarem por uma alternativa política, partidária e ideológica diferente. Consta que o Tribunal Judicial do distrito de Chókwè, de Gaza, rejeitou, em Outubro, o recurso submetido pela ND para libertá-los, o que demonstra que o nosso sistema de justiça está completamente politizado.

A detenção desses jovens vem, ao de cima, confirmar que aos poucos caminhamos para um Estado que usa a força, a detenção e o sufocamento para silenciar o pensar diferente. Um Estado que se quer de direito democrático não devia, em nenhum momento, plantar através do seu poder as raízes políticas do pensamento unidimensional.

Esta detenção, e toda uma série de acções intimidatórias que temos vindo a assistir no país, incluindo o ataque às organizações da sociedade civil que questionam o poder, faz parte de uma estratégia antidemocrática de intimidação, típica de regimes fascistas.

Alternactiva repudia a detenção dos 18 jovens e insta as autoridades políticas e judiciais a concederem-lhes de imediato a liberdade. #Gaza18#Liberdade#Ja

 

Alternactiva

Activismo pela Emancipação Social

www.alternactiva.co.mz

Partilhar este artigo
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Email this to someone
email